12/07/2017

Repelente para grávidas é importante em qualquer época do ano

repelente para gravidas

 

Toda gestante sabe que, além dos cuidados redobrados com a pele e com a alimentação, uma das primeiras recomendações médicas ao receber o resultado “positivo” é o uso de repelente para grávidas. Mesmo no período de inverno, o produto é essencial para proteger mãe e bebê de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como a dengue, chikungunya e zika.

A preocupação das mães e dos médicos tem fundamento. No Brasil, o número de notificações do vírus da zika passou de 200 mil no ano passado, segundo o Ministério da Saúde. A malformação mais comum decorrente da infecção é a microcefalia, que pode atingir o bebê ainda durante a gravidez. Por isso, o uso de repelente é tão importante para as gestantes.

Com menor incidência de casos nas épocas mais frias do ano, o vírus da zika pode não parecer uma ameaça tão grande como no verão, mas não se deve baixar a guarda, principalmente no caso das gestantes.

No entanto, não é qualquer produto que pode ser utilizado. Em primeiro lugar, o repelente para grávidas precisa ser registrado na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que indica que já foi testado e aprovado. No Brasil, os princípios ativos mais comuns são os que contêm IR 3535, DEET ou icaridina na formulação. É importante checar essa informação no rótulo antes da compra e, claro, também consultar previamente o obstetra.

Além de proteger adequadamente contra as doenças provocadas pelo mosquito, sem prejudicar a saúde do bebê, o uso de repelente apropriado para grávidas também evita problemas de irritação e sensibilidade da pele.

repelente para grávidas nutripele

Entre as marcas disponíveis no mercado, dê preferência a fórmulas hipoalergênicas, livres de álcool e sem cheiro, como o repelente da Nutripele. Totalmente aprovado para o uso de gestantes, o produto protege contra picadas dos mosquitos por até 5 horas, sem causar irritação ou ardência na pele. Além disso, sua composição é livre de essências e sem odores fortes, por isso não causa náuseas ou desconforto tão comuns no período gestacional.

Que saber mais sobre o repelente da Nutripele?

Clique aqui e confira.

Como usar o repelente para grávidas

Além de escolher o produto certo, as gestantes devem utilizar o repelente de duas a três vezes ao dia, reaplicando a cada cinco horas ou conforme recomendação do fabricante. É importante lembrar que o mosquito transmissor da dengue e da zika tem hábitos diurnos, portanto, deve-se ter um cuidado ainda maior nos períodos da manhã e da tarde.

Já quanto ao método de aplicação, o recomendado é colocar o produto nas mãos e espalhá-lo em todo o corpo, com atenção especial às regiões expostas. Evite o contato direto com olhos, nariz e boca.

Outro fator importante a ser lembrado é que o repelente para grávidas deve ser passado por último, caso sejam utilizados outros produtos sobre a pele, como protetor solar e cremes cosméticos. O motivo é que eles podem interferir na eficácia do repelente.

Sabendo que todo o cuidado é bem-vindo, é importante adotar também outras práticas para garantir maior segurança da gestante e do bebê. Eliminar a água parada onde o mosquito se reproduz, vestir roupas adequadas (preferencialmente de blusas de mangas longas, calças e sapatos fechados) e utilizar telas nas janelas de casa são ótimos métodos, quando somados à escolha de um bom repelente para grávidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *