02/04/2018

Qual a diferença entre sonda nasoenteral e gastrostomia?

sonda nasogástrica

Ao oferecer uma alimentação para um paciente que não consegue comer de maneira convencional, é mais adequado usar a sonda nasoenteral ou a gastrostomia? Qual a diferença entre elas?

A sonda nasoenteral (SNE) corresponde a uma sonda que é inserida pela narina e vai até o estômago ou intestino.

Já a gastrostomia é um procedimento no qual coloca-se uma sonda através da parede abdominal para chegar até o estômago ou intestino. O uso de uma ou de outra será definido pelo médico.

A sonda nasoenteral é inserida pelo enfermeiro ou médico e a gastrostomia somente pelo médico no centro cirúrgico.

Além de serem utilizadas quando o paciente apresenta deficiências de nutrientes ou não consegue ingerir alimentos e medicamentos via oral, recorre-se às sondas em casos de coma e patologias do trato gastro intestinal, disfagias devido a doenças neurológicas e Acidente Vascular Cerebral e alguns tumores de cabeça e pescoço.

LEIA MAIS: Como funciona a alimentação por sonda?

Após a sonda enteral ser colocada por um profissional (médico e enfermeiro), é necessário fazer um exame de raio X para verificação do posicionamento correto.

Normalmente a retirada da sonda nasoenteral ou gastrostomia é determinada pela equipe multiprofissional (médico, nutricionista e/ou fonoaudiólogo), baseados na evolução clínica do paciente, prescrito pelo médico.

Na loja virtual da Nutriport você encontra acessórios e produtos para nutrição enteral desenvolvido por marcas renomadas no mercado. Visite e confira!

Se você gostou do conteúdo ou achou essas informações úteis, compartilhe nosso artigo nas redes sociais ou deixe aqui o seu comentário. Sua opinião é sempre muito importante para nossa equipe!

CONTINUE LENDO: Conheça os tipos de dieta enteral

Related Posts

10 comentários para “Qual a diferença entre sonda nasoenteral e gastrostomia?

    1. Bom dia,

      Em ambos os casos são sondas enterais que levam a alimentação para nutrir o paciente.

      A sonda nasoenteral é um procedimento mais simples que pode ser feito no quarto do hospital, ou na UTI. Seria a passagem da sonda pelo nariz levando até o aparelho gastrointestinal. Após passagem da sonda com fio guia realizado pelo enfermeiro é necessário fazer uma radiografia para identificar a localização e a extensão da sonda, ela deve estar no estomago ou intestino.

      A recomendação da sonda nasoenteral seria de curta permanência.

      Já os diagnósticos que levam o uso continuo de sonda, por longa permanência, a sugestão é realizar o procedimento de gastrostomia, pois os riscos são menores, como a saída da sonda, a contaminação, risco de bronco aspiração, além do incomodo no nariz. Este é um procedimento feito no centro cirúrgico por médicos, com anestesia. Seria a colocação da sonda através da parede abdominal até o estomago ou intestino.

      A sonda nasoenteral só deverá ser retirada somente pelo enfermeiro e a gastrostomia, só poderá ser retirada em centro cirúrgico pelos médicos.

      Dúvidas à disposição,

  1. Boa tarde!
    Minha mãe já usou a GTT, e por incrível q pareça
    Técnicas já colocaram qdo balão estourou, enfermeira aqui no qto do home care dela e até médico no posto da emergência do hospital, já fizeram o procedimento de troca.
    Agora vejo como eu e minha irmã estávamos certas de que ali não era lugar pra um procedimento desse tipo .

    1. Olá,

      Inicialmente obrigada pelo seu contato com a empresa Nutriport.

      Não tenho como avaliar se a bebê receberá esta alimentação para sempre. Algumas situações são temporárias, depende da patologia, e não podemos esquecer que a criança está em fase de crescimento, muita coisa pode mudar ao longo do tempo. Este questionamento somente o médico poderá responder.

      Qualquer dúvida estamos à disposição.

      Regina Betoni
      Nutricionista Clínica
      (11) – 5089 – 2030
      (11) – 9.7291 – 1687
      regina.betoni@nutriport.com.br

  2. Bom dia. Minha mãe tem diagnóstico de ELA bulbar. Por enquanto, se alimenta razoavelmente bem, com alguma dificuldade no movimento de braços. Anda razoavelmente bem, mas se cansa muito fácil. Tem 85 anos. A ELA bulbar ocasiona a paralisação primeiramente da fala, garganta etc. (não sei os termos técnicos). A implantação de sonda através da gastro pode ser feita antes mesmo dela apresentar a paralisação total? Seria o caso de se colocar previamente, enquanto ela tem estado razoável de saúde? E ela pode se alimentar normalmente, deixando a gtt em espera?

    1. Olá Mônica,

      Normalmente a pessoa começa a receber a dieta enteral, quando percebemos que a ingestão via oral não é suficiente para manter o estado nutricional. Em relação a sua mãe, é importante um acompanhamento médico e se possível de uma nutricionista constante, assim a equipe avaliará, qual o melhor momento para iniciar a nutricional enteral.

      Um abraço,

      Regina Betoni
      Nutricionista Clínica

      (11) 9-7291 1687
      regina.betoni@nutriport.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *